Coaching Empresarial

Como usar o Coaching Empresarial para o crescimento de sua Empresa?

  • Por que você está empreendendo?
  • Quais são seus verdadeiros motivos?
  • Se estiver criando um negócio com o objetivo principal de “ganhar dinheiro”, deveria considerar fortemente a opção de buscar um emprego. Deveria empreender porque quer resolver o problema do seu cliente da melhor forma possível e ainda colocar suas crenças e/ou ideais em prática.
  • Como colocar seus motivos para empreender em prática?
  • Quais seriam as soluções (ideias) para resolver o problema do cliente da melhor forma? E ainda, como incluir suas crenças e/ou ideais no negócio?
  • Qual ideia o(a) motiva mais? De todas as ideias que você teve, qual teria maior potencial de sucesso e o(a) tornaria mais realizado(a) pessoalmente?
  • Depois de escolher sua ideia de negócio considerando suas expectativas, pense em um propósito maior para a sua existência.

    Considere as perguntas acima e demais  abaixo, e procure respondê-las.

    As perguntas são baseadas em conteúdos e metodologias da Endeavor, uma das maiores consultorias de empreendedorismo do mundo.

    Qualquer dificuldade para responder uma delas,  considere consultar um Coach de Negócios, ou Business Coach, e conhecer o processo de  Coaching Empresarial.

    Uma frase, normalmente referenciada ao escritor americano Mark Twain, diz que

     

    “Há dois dias importantes na sua vida. O dia em que nasceu e o dia em que você descobriu por quê.”

     

    A discussão é filosófica, mas é fato que muitas pessoas que descobriram, ou pelo menos definiram, o seu propósito de vida conseguiram se desenvolver com mais convicção.

    A mesma reflexão pode ser feita para empreendedores e para os negócios que eles criaram. O momento da decisão de criar o negócio é importante, mas quando o empreendedor encontra seu verdadeiro propósito para empreender, sua relação com sua criação se torna ainda mais forte, consistente e, principalmente, resiliente.

    A resposta que pode ser a mais comum para a verdadeira causa para empreender é “ganhar dinheiro”, ter lucro.

    Mas Peter Drucker, considerado uma das principais referências em administração, defendia que um negócio não pode ser definido com base em seu lucro. Ele explicava que um executivo mediano de negócios responderia que uma organização existe para dar lucro. Ele acreditava que um economista mediano também daria a mesma resposta. Mas, em sua opinião, isso não é apenas falso, mas também irrelevante.

    A teoria da maximização dos lucros é uma forma complicada de comprar barato e vender caro. O lucro não é a explicação, a causa ou mesmo o racional no comportamento e nas decisões de um negócio, mas um teste para a sua validade.

    Todo negócio deve dar lucro. Se for crescente e sustentável, melhor ainda. Mas o lucro deveria ser uma consequência e não a causa, o propósito principal de a empresa existir.

    Um restaurante que só existe para “dar lucro” para o seu dono pode ser diferente de outro cujo propósito é “ser a melhor opção de alimentação saudável da região”.

    Por que você está empreendendo?

    Quais são seus verdadeiros motivos?

    Se estiver criando um negócio com o objetivo principal de “ganhar dinheiro”, deveria considerar fortemente a opção de buscar um emprego.

    Deveria empreender porque quer resolver o problema do seu cliente da melhor forma possível e ainda colocar suas crenças e/ou ideais em prática.

    Como colocar seus motivos para empreender em prática?

    Quais seriam as soluções (ideias) para resolver o problema do cliente da melhor forma?

    E ainda, como incluir suas crenças e/ou ideais no negócio?

    Qual ideia o(a) motiva mais?

    De todas as ideias que você teve, qual teria maior potencial de sucesso e o(a) tornaria mais realizado(a) pessoalmente?

    Depois de escolher sua ideia de negócio considerando suas expectativas, pense em um propósito maior para a sua existência.

    Assim, busque respostas para as seguintes questões:

    Como o seu negócio pode evitar o fim de algo bom?

    Que aspectos da vida do cliente, do colaborador ou de algum parceiro o seu negócio poderia evitar que deixasse de existir no futuro?

    Ou manter algo que é bom ou agradável?

    Sempre haverá um bom aspecto, mesmo que muito simbólico, que o seu negócio ajuda a evitar que acabe ou mantém a situação atual.

    Orgulhe-se disso!

    Como seu negócio pode ajudar a consertar coisas erradas?

    Há muitas coisas fora do lugar no mundo e a sua empresa pode ajudar, ainda que em pequena escala, a torná-lo melhor. Nem sempre os problemas estão diretamente ligados à sua área, mas seu negócio pode cooperar para consertar essas coisas erradas e ganhar direta ou indiretamente como isso.

    Como seu negócio pode aumentar a qualidade de vida das pessoas?

    Sempre, absolutamente sempre, você pode pensar em resolver necessidades, problemas, dores adicionais dos clientes, colaboradores e parceiros. E nem sempre isso significa aumentar os custos para a empresa, mas contribuirá para o sucesso do negócio e para o seu propósito pessoal como empreendedor.